• Este Prémio – o Prémio Nacional de Pintura Juvenil Augusto Gomes – é obviamente uma homenagem ao Mestre Augusto Gomes, sendo igualmente um marco invulgar no ensino secundário, que germinou criando fortes raízes e que se vem repetindo anualmente com uma teimosia que perdura há trinta anos, entre o final das aulas e o início das férias, reunindo alunos desta e de outras escolas do país.

  • Nos seus primeiros anos de vida (1980-1987), começou por ser um concurso, de trabalhos enviados por escolas secundárias de todo o país, obedecendo a um tema obrigatório - o mar - e a um tema livre, distribuindo-se por dois escalões etários, sendo estes trabalhos apreciados por um júri, presidido desde início por Mestre Júlio Resende.

  • A partir de 1988 sofreu uma profunda reformulação, transformando esta fórmula em Oficina de Pintura, proporcionando aos jovens participantes uma experiência de prática artística, contactando directamente com artistas plásticos de diferentes vertentes e experimentando variadas técnicas e materiais com abordagens e propostas de trabalho apresentadas ao longo da semana. Saliente-se a preciosa e inestimável colaboração que os artistas plásticos, desde a primeira hora, prestaram a esta iniciativa.

  • Assim, inúmeros alunos de várias escolas do país tiveram a oportunidade de trabalhar com artistas convidados. É o momento, de manifestarmos publicamente a nossa infinita gratidão a todos aqueles que nos permitiram zelar pela velatura dos anos deste prémio - OBRIGADA ao Mestre Júlio Resende, (perdoem-me, foi meu professor), ao Alberto Carneiro, ao Albuquerque Mendes, ao Alfredo Barros, ao Fernando Pinto Coelho, ao Francisco Laranjo, ao Francisco Esteves, à Isabel Azevedo,

  • ao José Emídio, ao Jorge Coimbra, à Luísa Brandão, ao Manuel Casal Aguiar, à Rosário Forjaz, ao Rui Pimentel, ao Sobral Centeno, ao Vítor Costa, ao Mário Bismark, à Teresa Roby, ao Zulmiro de Carvalho, ao Alexandre Falcão, ao Baltazar Torres, ao Carlos Dias, ao João Viana, ao Nuno Abreu, ao Ângelo Sousa, ao Armando Alves, ao Bernardo Scoditti, ao Fernando Pernes, ao Fernando Lanhas, ao João Lemos, ao Almiro Martins, à Laura Castro, à Margarida Azevedo, ao Ricardo Leite, à Ana Maria, ao André Macedo, à Délia, ao Francisco Vidinha, à Sebastião.

  • Mais recentemente, quer antigos alunos desta escola, também eles premiados no Prémio ou simplesmente participantes, quer outros premiados/participantes de outras escolas, tiveram a oportunidade de um reencontro com a sua antiga casa, ou com um espaço que não lhes foi indiferente, e marcou esse verão, agora na situação inversa, como orientadores a quem muito acarinhamos. OBRIGADA, também, ao Alexandre Monteiro, ao António Rui Ferro, ao Bruno Baldaia, ao Francisco Cardoso Lima,

  • ao Eduardo Gomes, à Benedita Kendall, à Joana Pimentel, ao Octávio Marrão, à Sofia Coelho, ao Luís Troufa, ao Rui Oliveira, ao Pedro Barata Castro, à Margarida Quintã, à Isabel Carvalho, à Sofia Leite, ao Francisco, ao Tiago Cayolla, ao Pedro Pimentel, à Maria Leonor Casal, à Sara Meirinhos, ao Pedro Lopes Ribeiro, à Rute Carvalho, à Rute Gomes, à Beatriz Mendes, à Bárbara Araújo, ao Pedro Oliveira, ao António Pedro Valente, ao Pedro Santiago ao Tércio Tavares.

  • E este é o melhor testemunho de experiência do belo, porque todos eles ousaram, e não só passaram, como voltaram um dia para celebrar este quadro de grandes dimensões que enquadra e retrata esta imensa família de nomes.